Pormenores

Pormenores. São uns sacanas, sempre a passarem-me a perna, sempre a aparecerem do nada, sempre atentos a tudo. Se é bem verdade que para mim têm uma importancia divina, em contrapartida é bem verdade que gostava de não lhes dar importancia. Pergunto-me se toda a gente, como eu, se interroga porque é que tem sempre de achar pormenores, qualquer que seja o caminho que está a trilhar. Estes sacanas desviam-te sempre do sentido fundamental, quer seja da maior alegria que não é concedida por um pormenor, quer da maior queda ao fundo do poço, que não bate mesmo no fundo por um simples pormenor.

Chamem-lhe instinto chamem-lhe intuição, chamem-lhe paranóia, chamem-lhe nozes, eu chamo quem habita os céus e os céus estão vazios. Chamem-lhe pormenores, é muito triste viver na ignorancia, mas às vezes gostava de ser um pouco mais ignorante, seria bem mais feliz, e quanto a isso, não dou pormenores… pero que los hay, los hay…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s