Porque depois, afinal já é tarde demais.

“…O sentimento de rejeição fê-lo sofrer. Agora mais do que nunca desejava-a, ansiava pela sua presença, e surpreendeu-se com esse sentimento, com essa perda, com esse desejo. Quando ela era sua, isso agradava-lhe mas não lhe dava grande importância, encarava a situação como uma circunstância da vida, uma coisa natural. Agora que já não a podia ter, porém, ela revelava-se extraordinariamente importante….pouco o consolava saber que mais amava o que menos podia ter… – A filha do Capitão – José Rodrigues dos Santos

Só para recordar que é sempre melhor dar valor às pessoas quando elas ainda fazem parte da nossa vida.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s