Sonhadora compulsiva…

Tenho passado as noites a sonhar, como se já não bastasse viver cada dia a sonhar acordada… Sonho com tudo e com nada, às vezes os meus sonhos preenchem-se de cor e alegria, de vozes e pessoas, de música e bichos ou só de paisagens, outras vezes sonho apenas com um grande painel negro.

Há dias em que acordo, e em determinado contexto ou situação me fica dificil distinguir o sonho da realidade. Há noites em que tomo os sonhos como reais, e dias em que a minha vida simplesmente me parece irreal… Sonho com o possível, com o impossivel e o inalcançavel, vivo o possível, o impossível e corro atrás do que não consigo agarrar. Deve ser por isso que se diz que sonhar é bom e realizar os sonhos é  ainda melhor. Tento viver sonhando assim.

Há dias em que me zango com o mundo porque a vida não pode ser apenas feita de sonhos, por existirem outras forças a controlarem o que desejamos o que podemos ter e o que é nosso para sempre. Chateio-me quando a realidade não nos permite sonhar ao vivo e a cores, chateia-me apenas que a vida não possa ser um sonho “in loco”. No entanto fazendo jus à minha personalidade contraditória, também me chateia sonhar demasiado, esquecendo por vezes o quão gratificante é apenas viver, sem imaginar, sem idealizar, sem tentar conseguir ou alcançar,viver com o que tens sem que o que desejas ter se torne importante demais, chateia-me não poder apenas passar o dia e a noite de forma tranquila e reconfortante, sem mais.

Um dia vou deixar de ser uma sonhadora compulsiva e vou viver cada dia, de forma fácil, com o que já é meu, e esperando tranquilamente o que ainda vai ser, vou passar a ser apenas uma sonhadora noctívaga, e sonhar de noite, enquanto toda a gente está dentro de uma casa guardada por cortinas e iluminada por uma qualquer acendalha,  enquanto os fantasmas saem à rua e invadem corpos alheios, eu vou fechar os olhos e planar intermitente entre o painel negro e sorrisos de que vao ser feitos os meus sonhos, rodeados de pessoas, e da musica de que é feita a alegria. Vou acordar a cada manhã e viver uma vida com rumo, com destino, com cor e com companhia, vou viver uma vida possível e ao meu alcance, mas enquanto isso não acontece, sim, vou continuar a sonhar porque como dizia Fernando Pessoa “Deus quer, o homem sonha, a obra nasce” .

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s